Blog Flow Expert

3 Fatores que Impactam na Eficiência das Bombas de Engrenagem

17 de setembro de 2018 / FlowExpert

As bombas de engrenagem são bastante versáteis e podem ser utilizadas em diversos segmentos industriais. Sua vida útil pode chegar até, em média, 60 anos, porém é necessário que todos os cuidados sejam feitos para que nada impacte negativamente na eficiência das bombas de engrenagem.

Pensando nisso e em manter o equipamento em bom estado, separamos três fatores que são cruciais nesse momento. Confira a seguir.

Mantendo a eficiência das bombas de engrenagem

Quando falamos sobre manter a eficiência das bombas de engrenagem, devemos pensar primeiramente nas manutenções preventivas. Elas são essenciais para evitar falhas que poderiam danificar todo o sistema operacional. Ao realizá-las, é possível detectar problemas que poderão surgir e já encontrar a solução para tal, como por exemplo, a troca de peças que apresentem certo desgaste. Isso também ajuda a manter sua vida útil.

Dentro disso, temos alguns fatores que impactam nessa eficiência e precisam de atenção. São eles:

1. Dimensionamento incorreto das folgas internas

Bombas de engrenagem possuem folgas internas extremamente precisas que variam conforme cada aplicação. Elas são influenciadas pela viscosidade do fluido utilizado no processo ou por sua temperatura de trabalho. Tomar cuidado com estes aspectos é fundamental para que as folgas não dilatem. Por isso, é importante utilizar peças originais e contar com profissionais capacitados que conheçam as especificidades das bombas.

2. Regime de trabalho da bomba

É necessário saber se aquela bomba está apta para o regime de trabalho que irá operar, ou seja, o tempo de operação: uma hora por dia ou 24 horas por dia, por exemplo. Em paralelo, é preciso também avaliar se a rotação da bomba está adequada para esse regime.

Estes aspectos são relacionados à vazão do equipamento. Para isso, é preciso pensar que, caso precise de uma bomba que aguente um regime de trabalho intenso e contínuo, o ideal é optar por equipamentos de carcaça maior e rotação em velocidade menor. Já que as horas trabalhadas serão intensas, devemos reduzir a rotação dessa bomba. Caso contrário, irá comprometer sua eficiência e vida útil por conta do desgaste.

3. Não dar atenção às condições particulares da aplicação

Levar em conta o tipo de fluido que irá rodar na bomba é extremamente importante. Por exemplo, há casos em que é necessário limpar o equipamento para conseguir utilizá-lo para outro tipo de aplicação. Ou então quando o produto seca na parede da bomba e endurece — o que pode causar grandes danos.

Por vezes, essa limpeza ocorre com a bomba operando no sentido contrário de sua rotação normal. Porém, para isso, é necessário contar com uma tubulação adequada.

Agora que você já sabe quais fatores interferem na eficiência das bombas de engrenagem, tome cuidado em sua gestão e evite estes problemas! Para conferir mais informações sobre bombas, continue acompanhando o blog da Tetralon.




Escreva um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*



Marcas