Blog Flow Expert

3 Formas de Resolver os Problemas Mais Comuns das Bombas de Engrenagem

19 de outubro de 2018 / FlowExpert

As bombas de engrenagem são equipamentos que precisam de cuidados e atenção. Isso porque, dependendo do processo realizado, elas podem operar por muito tempo e, caso não haja o cuidado adequado, seu desgaste pode acontecer antes do previsto. Por isso, confira como você pode resolver os eventuais problemas mais comuns das bombas de engrenagem.

Qual a melhor forma de resolver os problemas mais comuns das bombas de engrenagem?

Dentro do segmento das bombas de engrenagem, existem alguns tipos que as diferenciam, como as internas e externas. Cada uma apresenta peculiaridades distintas que alteram no tempo de vida útil, rendimento, manutenção, tipo de operação realizada, etc.

Portanto, as formas de resolver alguns problemas mais comuns das bombas de engrenagem podem depender do seu tipo. Mas de modo geral, a melhor maneira de solucionar, assim como prever e evitar, equívocos nos equipamentos é realizando as manutenções.

Veja a seguir os problemas mais comuns das bombas de engrenagem e a melhor forma de solucioná-los.

Desgaste

O desgaste é algo que ocorre naturalmente nas bombas, porém, com uma manutenção preventiva há grandes chances de postergá-los, aumentando a vida útil do equipamento e evitando perdas significativas no processo produtivo. Esse tipo de manutenção tem como finalidade analisar se há componentes que estão próximo do esgotamento, de acordo com a experiência do operador.

Assim, é possível trocar aquela peça antes que ocorra uma pane total. Lembrando que é muito importante substituir todos os componentes. Por exemplo, caso haja duas peças iguais, mas só uma está desgastada, o ideal é que a troca seja feita em ambas para garantir total eficiência da bomba.

Presença de objeto estranho

Pode acontecer de ocorrer uma falha no filtro da bomba, fazendo com que algum objeto estranho consiga entrar no equipamento. Isso não é algo que a manutenção preventiva consegue prever, por exemplo.

Por isso, o ideal é utilizar instrumentos que monitorem a bomba, garantindo que ninguém seja pego de surpresa com estes imprevistos.

Um exemplo de monitoramento é o uso de um sensor de temperatura. Por exemplo, em uma bomba de acoplamento magnético, ao aquecer demasiadamente um imã, ele corre o risco de se desmagnetizar. Com uma falha na temperatura, isso pode prejudicar toda a operação. Assim, ao ter um instrumento que monitore o calor da bomba, é possível intervir antes que o imã estrague.

Peças piratas

O uso de peças piratas prejudica toda a operação, por isso optar por componentes originais com fornecedores de confiança é a melhor opção.

A peça errada pode não ser adequada para o tipo de fluido que esteja operando, o que poderá ocasionar em um enorme dano ao material e à própria bomba.

Ao analisar um destes problemas mais comuns das bombas de engrenagem, não postergue o reparo. Assim, melhores serão as chances de obter sucesso e evitar grandes prejuízos.

Curta, compartilhe e continue acompanhando o blog da Tetralon. Confira também os serviços oferecidos pela fornecedora de bombas e peças.



Escreva um comentário

O seu e-mail nunca vai ser publicado. Campos obrigatórios *

*
*

Marcas