Blog Flow Expert

4 Dicas Para Uma Boa Gestão de Produção Industrial

1 de agosto de 2018 / FlowExpert

Gerenciar uma indústria não é tarefa fácil. Há muitos detalhes a serem acompanhados, áreas para supervisionar, processos a definir e decisões a serem tomadas. Por isso, é importante priorizar boas práticas para manter uma gestão de produção industrial de qualidade.

Quer saber como fazer isso?

Como realizar uma boa gestão de produção industrial

O controle da produção passa por muitos aspectos e qualquer equívoco pode acarretar em graves problemas à empresa, tanto gerenciais como financeiros.

Saber administrar funcionários, equipamentos, fornecedores e processos é essencial para tornar a indústria um lugar de produtividade. Alguns pontos principais precisam de mais atenção, sendo eles indispensáveis para garantir o bom funcionamento e gerenciamento da produção industrial.

Entenda quais são eles e anote as dicas:

1. Conheça os processos da empresa

É importante conhecer cada etapa de produção, área, clientes, funcionários, histórico, processos e outros.

Você pode fazer um mapeamento dos processos, criando fluxogramas de cada atividade, sinalizando quais são as matérias-primas utilizadas, os produtos oferecidos e tudo o que engloba cada um dos respectivos setores.

O primeiro passo para conseguir esse fato é centralizar todas as informações que obtém, organizando as ideias e pontuando aspectos de produção, estoque, demandas, finanças, gastos etc.

Ter funcionários preparados e treinados, com bons líderes, também é de extrema importância. Conheça as capacitações de cada um e saiba extrair o que têm de melhor.

Além disso, monitore custos e resultados, assim será possível saber onde estão acertando, errando e onde melhorar. Identifique estes erros e proponha soluções para eles. Escute também as opiniões alheias.

2. Faça um roteiro de produção

Planejamento é a palavra-chave para obter uma boa gestão de produção industrial. Você pode utilizar o fluxograma para organizar essa etapa.

O roteiro é ideal para definir tarefas, equipamentos, tipo de maquinário, reuniões, espaços, metas e outros aspectos. Assim você consegue diagnosticar e otimizar fluxos, definir a produção, capacidade, armazenamento, disponibilidade de materiais, demandas e facilitar todo o processo gerencial da indústria.

3. Tenha atenção ao estoque

O estoque pode dizer muito sobre sua produção. Entenda como está a demanda, se precisa realizar mais compras ou não, e se há necessidade de acelerar ou diminuir a produção.

Esse item é importante para evitar falhas, atrasos e prejuízos financeiros, uma vez que estoque parado significa perda de dinheiro e maior custo operacional.

4. Escolha materiais de qualidade

Um bom gestor sabe avaliar o melhor custo-benefício para o seu negócio. Portanto, de nada adiantará equipamentos, processos e materiais baratos se eles não são efetivos e de qualidade. Também é importante investir em recursos tecnológicos e inovadores.

Com equipamentos ruins, há maiores chances de a produção ser prejudicada com falhas, produtos com defeitos, problemas operacionais e até paralisação do trabalho. Isso certamente custará mais caro à companhia, que precisará arcar com os custos dos reparos e também com o prejuízo financeiro que isso trará.

Portanto, na hora de escolher os equipamentos, procure por empresas fornecedoras e parceiras que são especialistas no assunto, com conhecimento de mercado e que oferecem os melhores materiais.

Quer saber mais sobre processos industriais? Então fique de olho no blog da Tetralon para mais conteúdos como este!




Marcas