Blog Flow Expert

Bombas Pneumáticas de Duplo Diafragma: O que são, como funcionam e para que servem.

7 de novembro de 2019 / FlowExpert

O que são as bombas pneumáticas de duplo diafragma?

A bomba pneumática é uma bomba que faz uso do ar comprimido como sua principal fonte de energia, e surgiu para ser utilizada nas aplicações que possuem um bombeamento mais difícil, como é o caso dos produtos que contém um índice elevado de viscosidade e grandes concentrações de particulado. Porém, de maneira geral, a bomba pneumática é o tipo de equipamento capaz de fornecer diversas vantagens operacionais e técnicas, em um patamar que consegue ir além de algumas outras categorias de bombas.

O seu funcionamento pneumático garante mais simplicidade, tanto no processo de instalação, como durante as operações, pois não exige o uso de inversores de frequência e motores elétricos. Além disso, sua estrutura robusta também auxilia na redução dos riscos de acontecerem possíveis falhas de operação. Em suma, as aplicações dessa tecnologia são quase inesgotáveis, razão pela qual elas podem inclusive substituir outros tipos de bomba, dependendo de qual seja o processo industrial.

Outra característica positiva das bombas pneumáticas é que elas dispensam o uso de sistemas de segurança, tendo em vista que sempre que atingem um estágio de pressão máxima, esse modelo de bomba é capaz de pausar suas atividades de maneira automática, o que impede que ocorram eventuais problemas no equipamento. Em suma, essas bombas reúnem uma combinação de tamanho, peso, custo-benefício, versatilidade e custos baixos com manutenção.

QUERO UMA BOMBA PNEUMÁTICA.

Quais são os principais tipos de bomba pneumática?

Entre os tipos de maior relevância, é possível citar:

– Bomba Pneumática Metálica: Suas características de funcionamento permitem que esse modelo de bomba seja uma ótima opção para o deslocamento de fluidos tanto de baixa como também de alta viscosidade, sejam estes abrasivos ou densos, como por exemplo, tintas, resinas, lodos, solventes, esmaltes cerâmicos, leite de cal, entre outros. É indicado procurar esse tipo de bomba de diafragma de um fabricante que garanta uma tolerância alta do equipamento em trabalhos a seco.

– Bomba Pneumática Dosadora: Essa bomba não precisa de adaptação para o processo de automação, o que significa que a mesma oferece um baixo custo para dosagens contínuas ou fluxos em grande quantidade. Ainda entre as qualidades da bomba pneumática dosadora estão a precisão nas dosagens e sistemas de controle eficientes e de fácil gestão.

– Bomba Pneumática Plástica: São alternativas excelentes para o bombeamento de químicos perigosos e com potencial corrosivo, em função da incompatibilidade química dessas bombas com construções metálicas. Por ser autoaspirante, ela também é capaz de trabalhar à seco, possibilitando o esgotamento completo de agentes químicos de seus tanques e linhas. Seu nível elevado de segurança reduz as chances de vazamentos e da contaminação do espaço, o que é uma vantagem incomparável para a saúde dos profissionais que trabalham nas proximidades dessa bomba de diafragma.

Como uma bomba pneumática funciona?

O bloco central que existe na bomba pneumática conta com uma válvula de ar que é capaz de direcionar o ar comprimido, mantendo uma pressão normal dentro de seu diafragma com espaço hermeticamente fechado. Este diafragma, por sua vez, propulsa o fluido que está na câmara de líquido logo a sua frente.

Na sequência, esse fluido é impulsionado para o alto, em função da atividade do conjunto esfera e assento, e é encaminhado para a saída por meio dos chamados “coletores”. Paralelamente, o outro diafragma também é deslocado para trás através do eixo que conecta os diafragmas, sugando o fluido para dentro da próxima câmara de bombeamento.

Quando os diafragmas encerram o seu ciclo, a válvula direciona e mantém o ar comprimido na câmara do diafragma oposto, o que resulta na repetição do processo mencionado anteriormente. Assim, o movimento intermitente dos diafragmas realiza o bombeamento da bomba pneumática, sempre com um fluxo palpitante.

QUERO UMA BOMBA PNEUMÁTICA.

Para quais tipos de fluidos uma bomba pneumática é mais indicada?

A bomba pneumática pode ser utilizada em uma vasta gama de funções, pois esse é um equipamento considerado bastante versátil. De forma geral, essa bomba é indicada para lidar tanto com fluidos com baixa e média viscosidade, como também com aqueles que apresentam uma alta viscosidade. Isso acontece porque a mesma é capaz de bombear desde água até substâncias sólidas, além de operar com eficiência líquidos inflamáveis, corrosivos, viscosos, químicos, sensíveis e abrasivos.

Uma bomba pneumática de duplo diafragma, por sua vez, também pode ser usada para realizar a dosagem de matérias primas, fazendo o bombeamento das substâncias entre tanques e a alimentação das máquinas de envase. Uma particularidade interessante desse modelo de bomba é o fato da mesma conseguir funcionar a seco, algo que contribui para que sejam evitados danos e prejuízos ao equipamento, além de possíveis panes no sistema.

Indo mais a fundo, os tipos de fluidos operados por uma bomba pneumática incluem: shampoos, cremes de cabelo, condicionador, cremes hidratantes, protetor solar, sabonete líquido, enxaguante bucal, diferentes versões de gel, perfumes, pomadas, fragrâncias, aromas, medicamentos líquidos, xaropes, e muito mais.

QUERO UMA BOMBA PNEUMÁTICA.

Em quais aplicações industriais a bomba pneumática está mais presente? Por qual razão?

– Indústria de Alimentos – São amplamente utilizadas na transferência de chocolate líquido ou pastoso, vinagre, sal, mel, xarope, óleo de soja, óleo vegetal, extrato de tomate, sucos iogurtes, polpas, e muitos outros.

– Indústria Automobilística – É útil para bombear diferentes fluidos, alguns deles com potencial corrosivo. Entre os exemplos estão fluido hidráulico, óleo solúvel, tinta de fundo automotiva e ácido sulfúrico.

– Indústria de Cosméticos e Beleza – Funcionam no bombeamento de loções, cremes hidratantes, sabões, perfumes e fragrâncias, sendo portanto um equipamento que está se tornando cada vez mais importante na produção desse setor, que está crescendo bastante nos últimos anos.

– Indústria Farmacêutica – A bomba pneumática é muito comum nesse setor na realização do transporte e na circulação de ácidos, solventes, plasma, bases alcalinas, pomadas, líquidos de extratos vegetais e qualquer outra solução alimentar com medicamento.

– Indústria de Tintas – Esse modelo de bomba é usado especialmente para o manuseio de diferentes estilos de tintas, revestimento borracha, etc.

As aplicações citadas são os setores industriais onde uma bomba pneumática melhor se encaixa ao processo de produção, porém, além desses exemplos, esse equipamento também pode ser encontrado com frequência nas indústrias de mineração, petroquímica e construção naval. Portanto, não é exagero afirmar que o modelo de bomba pneumática conta com uma grande importância para o parque industrial nacional, se caracterizando como um equipamento de grande versatilidade.

QUERO UMA BOMBA PNEUMÁTICA.

Fatores que influenciam na eficiência de uma bomba pneumática

Para garantir a plena eficiência das bombas pneumáticas e um longo período de vida útil para esses equipamentos, o que é o objetivo número um de um parque industrial ao adquiri-los, existem alguns fatores que devem ser considerados.

Em primeiro lugar, para manter as bombas funcionando de acordo com um ciclo de produção de alta intensidade, é fundamental que os equipamentos sejam submetidos a manutenções preventivas, segundo o recomendado pelo fabricante. Assim, o produção não corre o risco de ser futuramente prejudicada e o sistema é protegido de uma eventual pane capaz de comprometer o rendimento da empresa.

Também é importante se atentar ao ponto limite de atuação de uma bomba pneumática. De maneira geral, elas são desenvolvidas para trabalhar durante longas jornadas de trabalho, mas estar ciente de qual é o limite recomendável é uma questão essencial para que o equipamento não fique sobrecarregado e tenha a sua eficiência comprometida.

 




Marcas