Bomba de Palheta Linha LVP – Viking

A bomba de palhetas consiste essencialmente num conjunto de palhetas montadas radialmente sobre um rotor circular, que gira excentricamente dentro de uma cavidade circular maior. As palhetas são móveis, e se expandem para fora do rotor, sempre tocando a parede da cavidade circular maior, como uma barreira vedante contínua. A movimentação dessas palhetas-barreiras forma vácuos dentro da câmara de bombeamento, promovendo a sucção e descarga do fluido dentro da bomba, com tal capacidade de aspiração que mesmo fluidos muito finos como gases liquefeitos são bombeados com grande eficiência.

Linha LPV de bombas para fluidos finos e médias pressões, aplicações em que bombas de engrenagens e de lóbulos em aço inox são pouco eficientes. Corpo em uma só peça, que garante melhor alinhamento do selo mecânico e mancais. Desenhada para receber selos mecânicos comerciais, inclusive tipo cartucho. Palhetas e pinos de PEEK altamente resistentes ao desgaste e corrosão.

 

  • Corpo em aço inox 316 endurecido internamente (62 RC).

 

  • Buchas endurecidas de carbeto de silício e eixos revestimentos com óxido de cromo.

 

  • Placas laterais de desgaste em carvão.

 

  • Disponíveis com bocais de sucção e descarga flangeados conforme ANSI B16.5 classe 150 lbs RF ou DIN 2501.

 

  • Disponível com válvula de alívio integral.

Otimiza/ Resolve

Bombeamento de gases liquefeitos de petróleo (GLP)/ de soluções aquosas, ácidos e bases/ de combustíveis, solventes e álcoois/ de pentano, hexano e monômeros; dosagem para reatores; descarregamento sob vácuo; bombeamento sem pulsação

O princípio de funcionamento da bomba de palhetas promove alto poder de sucção, capaz de transferir fluidos extremamente finos com alta eficiência volumétrica. A bomba Viking LVP consegue transferir sob pressões de até 14 bar (maior que as concorrentes).

Fluxo linear; bombeamento sem cisalhamento do fluido

O princípio de funcionamento por palhetas não promove pulsação, sendo ideais para bombeamentos com fluxo linear e contínuo.

Retirada da bomba da linha; tempo gasto com manutenção; desmontagem da bomba para troca de palhetas ou pinos/ da bomba para acessar o mancal/ de produto dentro da bomba

A bomba apresenta tampa de inspeção frontal que permite substituir palhetas e pinos sem a necessidade de desmontagem da bomba ou sua retirada de linha, além da retirada de produto decantado no seu interior. Há uma tampa de inspeção exclusiva do mancal.

Flanges fora de padrão; sistema de selagem complexo e caro; selo mecânico exclusivo e fora de padrão; dano à bomba por rodar a seco

As bombas Viking LVP são disponíveis com bocais de sucção e descarga flangeados conforme ANSI B16.5 classe 150 lbs RF ou DIN 2501.

Necessidade de escorva da bomba; vida útil do equipamento; desgaste das palhetas; ataque químico; pressurização excessiva dentro da bomba

Desenhada para receber selos mecânicos comerciais, tipo componente ou cartucho.

O princípio construtivo de bomba de palheta é autoescorvante, inclusive possuindo alto poder de sucção mesmo para fluidos muito finos ou gaseificados.

Palhetas e pinos de PEEK altamente resistentes ao desgaste e corrosão. Placas laterais de desgaste em carvão.

A bomba de palheta Viking LVP é disponível com válvula de alívio integral.

Informações

Pressão máx.:8,6 bar
Vazão máx.:76 m³/h
Temp. máx.:176 °C
Viscosidade:100.000 cP



entre em contato para obter mais informações

Marcas