Bombas pneumáticas são extremamente versáteis e por isso estão presentes em diversas aplicações de transferência de fluido na indústria. Tal versatilidade das bombas pneumáticas de duplo diafragmas, entretanto, pode não justificar o seu uso dado o alto custo de operação.

O custo de se produzir ar comprimido através de compressores elétrico para alimentar as bombas pneumáticas, via de regra, é um dos grandes vilões da conta de energia das empresas

Logo podemos concluir que as bombas pneumáticas que possuem um menor consumo de ar comprimido geram economia de energia, impactando diretamente os custos operação e resultando em mais lucro para sua empresa.

Estudos mostram, no entanto, que existe uma pequena perda no sistema de distribuição de ar a cada pulso da bomba de duplo diafragma.

Como é possível ver no gráfico, a fase de overfilling destacada, o motor pneumático continua mandando ar, mesmo o diafragma já tendo atingido o seu fim de curso. Ou seja, está se consumindo ar sem que haja um deslocamento de líquido.

Para sanar este problema, foi desenvolvido um novo sistema de distribuição de ar que corrige esta perda, gerando um consumo de ar comprimido até 60% menor, com um tranferência até 22% mais rápida do que nas bombas pneumáticas convencionais.

Esta é uma inovação da indústria de bombas pneumáticas chamada ProFLo Shift, o sistema de distribuição de ar que usa um segundo carretel piloto para cortar antecipadamente o fluxo de ar, ou seja, no momento em que o diafragma já executou o seu trabalho de empurrar o fluido bombeado para fora da câmara.