bomba

Ineficiência e alto custo: uma verdade inconveniente sobre as bombas pneumáticas

Embora versáteis, as bombas pneumáticas não são as mais eficientes e estão gerando prejuízos ocultos por toda parte. Trata-se de uma conta não muito simples, mas que alguns dos maiores players do mercado industrial já fizeram sob a justificativa de tornarem seus processos mais eficientes e, consequentemente, substancialmente mais econômicos. 

Há empresas pagando até dez vezes mais pelas suas bombas pneumáticas e outras poucas pagando o justo ao inteligentemente incluírem na conta de aquisição os cálculos muitas vezes ocultados propositalmente e que consideram o custo de operação do equipamento ao longo de sua vida útil e não somente seu valor de aquisição. 

Parte considerável dos profissionais da indústria ao adquirir uma bomba não fazem uma relação simples que fariam ao comprar o próprio carro: qual o consumo de combustível, custo de manutenção, IPVA, seguro, entre outros fatores críticos? 

carroxbombas0

Empresas estão permitindo que seus procedimentos de aquisição de bombas levem para dentro de suas plantas verdadeiras “bombas relógio” que vão interferir diretamente no lucro e competitividade da empresa, que ainda acredita estar lucrando. 

O pano de fundo desta cena deriva de dois elementos centrais, sendo o primeiro uma dissociação entre o CAPEX (custo de aquisição) e o OPEX (custo de operação), algo temerário para o caixa ($) da empresa tratando-se de bombas pneumáticas, pois seu alto consumo de energia é um agravante vultoso.  

O segundo elemento desse cenário é a incessante, e muito justa, busca por parte do cliente pelo menor preço, mas que infelizmente as tornam presas fáceis nas mãos de fornecedores de bombas cujo maior atrativo é o custo inicial. 

O resumo da ópera é que tais fornecedores recuperam seu lucro com a alta recorrência no fornecimento de peças de reposição e o cliente, sem nem saber, arca com todos os custos desses spare parts, manutenção, paradas e alto consumo de energia. 

Ao olhar para o custo de energia, é importante que o leitor tenha em mente que a geração de ar comprimido, força pela qual as bombas pneumáticas são acionadas, possui um alto consumo de energia elétrica nos compressores, muitas vezes requerendo um parque ainda maior desses equipamentos para atender uma demanda que poderia ser evitada. 

Nesse contexto, é vital a administração da empresa entender que qualquer redução no consumo de ar comprimido das bombas pneumáticas pode representar significativa soma de dinheiro que permanece em seu caixa em vez de literalmente ir para o ralo. 

Hoje, a grande corrida dos fabricantes de ponta de bombas pneumáticas é justamente pela maior eficiência desse consumo de ar comprimido, onde são milhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento. 

e-book bombas pneumáticas

Algumas marcas mantêm recorrentes lançamentos de novas versões, elevando assim os padrões de referência no mercado ao ponto de hoje alguns modelos chegarem a reduzir o consumo de ar comprimido em até 60% em relação às bombas pneumáticas convencionais.  

Existe também um crescente esforço nesse sentido para se reduzir a quantidade de peças de reposição, pois além de mitigar as chances de falha, a manutenção de um estoque menor também elimina custos. 

Por último, mas não menos crítico estão os diafragmas da bomba, parte mais suscetível a falhas. Todo diafragma tem sua vida útil contada em pulsos e a tecnologia embutida nessas peças determinará sua durabilidade. Quanto menor a qualidade, maior o MTBF (tempo médio entre falhas) e junto da indisponibilidade do processo estão outros inconvenientes associados ao custo de manutenção, peças de reposição e hora homem. 

Embora todas as considerações apresentadas nesse texto não sejam segredo, o bom uso delas talvez requeira uma ampla consciência institucional para alterar o fluxo vigente e talvez o primeiro passo esteja sendo dado ao você chegar até o fim desse texto. Muitos de nossos clientes hoje já estão se beneficiando de todos os itens apontados e possivelmente temos um caso de sucesso relativo à sua indústria para te apresentar, basta nos consultar que nossos engenheiros de plantão terão o maior prazer em fornecer detalhes. Se quiser saber mais sobre bombas pneumáticas, acesse nosso E-book Definitivo Sobre Bombas Pneumáticas. 

Mais Artigos